sábado, 23 de janeiro de 2016

Demandas de Pesquisa & Desenvolvimento

Diagnóstico de Necessidades e Intervenção

O IPDME >Instituto P&D Metodologia desenvolve atividades no âmbito da "pesquisa básica", identificando quais as áreas da Teoria Geral do Equilíbrio, da Macroeconomia Tradicional, da Teoria dos Preços (ou das firmas ou da produção microeconômica), etc. estão a demandar pesquisa e desenvolvimento, tradicional, moderno, analítico e dialético. 

Na lista a seguir, alguns dos projetos atualmente em curso:

01) Equilíbrio Econômico Geral em Competição não-cooperativo;
Breve descrição: entende-se os resultados possíveis através da "combinação dos meios" e "combinação dos indivíduos". Por exemplo: demonstrar os resultados possíveis de equilíbrio na competição entre um caçador de peles e um urso faminto.

02) A restrição técnica formal da "função linear afim" para o estudo da Função Consumo agregado, onde o coeficiente linear é imprescindível.
Breve justificativa: apesar da maioria dos estudos do comportamento da função consumo serem focados na proporcionalidade renda que é 'gasto' em consumo das famílias, empresas e governos, sabe-se que quarenta por cento das famílias não dispõem de renda para o consumo (ou sua 'propensão marginal a consumir' é maior que a unidade).

03) Uma qualificação da definição, no 'mercado de trabalho', do conceito de 'população economicamente ativa' (PEA), entendida pelo governo, como parte da população total de habitantes em "idade ativa' (maiores de dez anos, segundo a Fundação Instituto Brasileiro de Geografia, Estatísticas ou, maiores de quatorze anos, segundo o estatuto do trabalho de aprendiz e, menores de sessenta e cinco anos) que representam a população ocupada às firmas ou, imediatamente postas à sua disposição, compreendendo os conceitos de "empregados e desempregados", inclusive os subempregados informais.

04) Uma criticização da "curva de indiferença", entendida como a representação de "cestas de mercadorias" simultâneas ou indiferentes ao consumo, restrita a bens normais e superiores.
Breve justificativa: o 'caso normal', ínsito a cada "curva de indiferença", encerra que a curva é sempre em relação a um 'bem superior normal' e, tomando um bem inferior que lhe fizer a vez - por exemplo, devido a uma restrição orçamentária´- dará à luz um novo 'caso normal' e sua respectiva 'curva de indiferença' de uma cesta de mercadorias de bens inferiores ou substitutos.

05) Enumerar as noções da "metodologia econômica dos homens e bens indistintos" propensas em desembatucar a "filosofia superior" no que diz respeito à resposta de quais são os fins da economia: atender aos fins específicos ou atender aos fins de bem estar social e coletivo ?

06) Demonstrar que a metodologia em economia não é restrita ao 'método das ciências exatas', o que não obsta que lecione a partir deste método sem que com isso, precise transplantar (com enxertos metodológicos) a metodologia própria das ciências humanas.

NOTA IMPORTANTE: Podemos oferecer para cada uma destas seis Linhas de Demandas de Pesquisa (Categoria Gestor Autônomo), bem como para cada uma das quinze (Categoria Colaborador Autônomo do IPDME confira em http://ipdme-instituto-p-d-metodologia.webnode.com/ ), subsídios do "estado da arte" apresentado pela "pesquisa básica" em andamento.



Leia mais: http://ipdme-instituto-p-d-metodologia.webnode.com/servi%c3%a7os/diagnostico-de-necessidades-e-interven%c3%a7%c3%a3o/


meta name='verification' content='9cf445cb00ffc468db45e83918c1d57d' /

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ops !!! Faça login em sua conta Google. Lembre-se: os comentários são moderados e, se forem ofensivo à honra, à imagem e a dignidade de quaisquer pessoa, serão excluídos definitivamente. Para contestar exclusão, envie direito de réplica para e-mail moderador: n b n u n e s @ y a h o o . c o m . b r